Quero um amor



Que me ame como ninguém jamais me amou,
Me deseje por toda a vida,
Elogie minhas virtudes,
E perdoe meus defeitos que não são poucos.
Que presenteie-me com um lindo ursinho de pelúcia,
O maior que encontrar.
Porque toda mulher gosta de ter um ursinho de pelúcia na vida...
Presenteie-me com um disco de Piaff,
Porque toda mulher que ama, gosta de ouvir Piaff ao acordar.
Não adianta brigar demais, perder tempo com pequenos rancores,
Da importância a coisas que não entende.
Saiba que o mundo é maior que o nosso umbigo.
Pense duas vezes antes de jogar-se na praia ou no mar.
Não pense que é o único do universo, sorria...
Pois muita gente morre só, que pouca coisas sobrará,
A não ser uma foto antiga, um livro de cabeceira,
Ou uma calcinha que nos faz lembrar alguém.
Uma tola declaração de amor escrita, 
Em um guardanapo de um bar qualquer.
Um número de telefone que jamais será discado.
Um canhoto de ingresso,
Do Molinrouge, da visita a Fontana de Trevi,
a lembrança de um sorriso.

Dilene Maia
Outono em Roma, 2001





 Designer By Eduardo 

 

 

geocities archive   geocities archive
  Não se esqueça dos amigos do ICQ 
Meu ICQ: 92204024

 

geocities archive

 


Fundação BIBLIOTECA NACIONAL

ministério da cultura
Certificado de Registro ou Averbação

N° Registro: 230.058   Livro: 405  Folha: 218

MEU JEITO LOUCO DE SER

Protocolo do Requerimento: 2001BA_680.
Dados do requerente

DILENE MAIA, (autoria) - C.I.C - 812.801.495-15
Salvador/BA-Brasil

1

[Hide Window]
This page is an archived page courtesy of the geocities archive project 
Report this page
[Close Window]

Hi, from the team at www.geocitiesarchive.com

We apologise for the interruption but can you

We need your help spreading the word about the geocities archive.

Please use the social links to the left and if possible add a link to https://www.geocitiesarchive.org from your blog or website.

Thank you :)